• Silvia Costa

BNA obriga bancos comerciais a implementar serviço de proteção de cartões multicaixas

Updated: Jun 27


serviço de proteção de cartões multicaixas

Será que finalmente estaremos diante do fim das fraudes com cartões multicaixas?


A partir de setembro do ano em curso, os vinte e cinco bancos comerciais do sistema financeiro nacional passam a estar obrigados, a aplicar o serviço de proteção dos cartões multicaixas, que permitirá aos seus utilizadores, entre outros benefícios, bloqueá-los e desbloqueá-los, assim como definir o valor diário de transação.


Os bancos comerciais que operam no mercado angolano estão obrigados, a partir de agora, a criar as condições necessárias para a implementação do serviço de proteção dos cartões multicaixas dos clientes, de forma a proporcionar aos "utilizadores maior possibilidade de gerir a segurança dos cartões", determina o Banco Nacional de Angola (BNA) num documento assinado pelo seu governador, José de Lima Massano.


Em causa está o instrutivo n.º 9/21, de 02 de Junho, publicado pelo Banco Central, ao qual o Novo Jornal teve acesso, que, de acordo com a decisão do BNA, o serviço de proteção de cartão multicaixa deve ter, entre outras funcionalidades, "o bloqueio e desbloqueio do cartão, a definição do limite de valor diário de transação do cartão, tendo em conta os 19,9 milhões de kwanzas como valores máximos na rede multicaixa", tal como está estipulado noutro documento, o Instrutivo n.º 19/20, de 09 de Dezembro.


O referido serviço de protecção de cartão, segundo a regulação do BNA observada pelo NJ, deve ser disponibilizado no canal interbancário Multicaixa Express e nos canais remotos dos bancos comerciais, nomeadamente Home Banking ou Internet Banking e Mobile Banking.


Sobre a razão da aplicação da medida, o BNA justifica que se deve ao aumento da utilização do sistema multicaixa e á consequente exposição dos utilizadores ao risco de fraude com cartões de pagamento.


Fontes: Novo Jornal; Angonotícias;

28 views0 comments

Recent Posts

See All