• Mário Maria

Investimento vs especulação, entenda a diferença




Compreender a diferença entre especulação e investimento é essencial para evitar riscos imprudentes.

Se tu compras uma ação apenas porque subiu muito, sem ao menos fazer qualquer pesquisa sobre ela, tu não és um "investidor".


Se compras uma criptomoeda porque parece divertido, e um amigo seu lhe disse que tem feito algum dinheiro, tu também não és um investidor. Você definitivamente é um trader, ou seja, alguém que acabou de comprar um ativo. E você pode ser um especulador: alguém que pensa que outras pessoas vão pagar mais pelo ativo do que você pagou, em outras palavras, alguém que simplesmente tenta a sua sorte sem qualquer conceito plausível.


É claro que algumas pessoas que compram ações “meme” como a GameStop (GME), por exemplo, são investidores. Eles leem as demonstrações financeiras das empresas, estudam a saúde dos negócios subjacentes e sabem quem mais está a apostar a favor ou contra as ações.


Um investidor depende das fontes internas de rendimento: lucros, rendimento, crescimento do valor dos ativos. Um especulador conta com fontes externas de retorno: principalmente se outra pessoa pagará mais, independentemente do valor fundamental.


A palavra investidor vem do latim "investire", para se vestir ou vestir-se, rodear ou envolver-se. Você nunca se vestiria sem saber de que cor é a sua roupa. Da mesma forma, não se pode investir num bem do qual nada se sabe.


A especulação direta não é ilegal, imoral, nem (para a maioria das pessoas) engorda a carteira. Contudo, cria três perigos:


  1. Especular quando se pensa que se está a investir;

  2. Especular seriamente ao invés de passatempo, quando não se tem o conhecimento e a perícia adequada para o fazer;

  3. Arriscar mais dinheiro na especulação do que se pode perder.

A maioria dos investidores especula um pouco de vez em quando. Como um bilhete de lotaria ou uma visita ocasional ao casino, um pouco para uma diversão inofensiva. Mas nem tanto !



Se pensas que estás a investir quando especulas, atribuirás o sucesso momentâneo à habilidade, embora a sorte seja a explicação mais agradável. Isto pode levá-lo a correr riscos imprudentes.


Levar a especulação demasiado a sério pode transforma-se numa obsessão e num vício. Torna-se incapaz de aceitar as suas perdas ou de se concentrar no futuro.


É errado chamar "investidores" à especuladores ou as pessoas que começaram a investir recentemente, porque de uma certa forma os empurra mais longe da sua realidade e ficarão à mercê dos riscos que não devem correr e perdas que não podem suportar porque ainda não amadureceram o suficiente para serem reais investidores.


Os jornais, revistas e os seus editores devem deixar de usar o termo “investidor” como termo padrão para qualquer pessoa que faça uma ordem no mercado.

Dá a impressão que chamar "investidores" aos especuladores principiantes é uma das formas mais poderosas que os marqueteiros têm de alimentarem o trading excessivo. Uma vez que são os iniciantes que mais compram e vendem sem qualquer noção do que está a acontecer.



45 views0 comments

Recent Posts

See All